Curtas: Democrática e transparente! Que reunião!

Curtas: Democrática e transparente! Que reunião!

, às 8h00 (atualizado em 30/12/16, às 08:03)
1542
0
Comunicar erro
COMPARTILHE

Transmitida via YouTube, a reunião do Conselho Deliberativo foi uma das mais movimentada dos últimos 117 anos do Vitória. Parabéns aos envolvidos!

Perdão pelo inconveniente, mas vou falar!

Escorregada – Antes de começar, alguém da transmissão errou feio no BG. Ao invés de “em definitivo”, escreveu “em definitevo”. Coisa feia!

Limpa geral – Por falar em comunicação, o setor passou por um faxinaço na última quinta-feira. Somente o assessor Roque Mendes, fotografo Francisco Galvão e Leila Teixeira, gestora do marketing, ficaram. Por pouco, Chico não rodava também. É uma nova era!

Entendeu? – Durante a explicação do orçamento, o gerente executivo, Felipe Vilella, soltou uma pérola. Ao falar sobre o mecanismo de solidariedade, ele falou: “Vou falar para alguns que não sabem como funciona”. Para quem não lembra, Ivã de Almeida se enrolou todo ao ser perguntado por Paulo Carneiro em um dos debates.

E a taxa acabou! – Uma das belas atitudes do presidente do Conselho Deliberativo, Paulo Catharino, foi abolir a taxa de contribuição dos conselheiros. A tal taxa ia para o orçamento, mas um antigo conselheiro me confidenciou que a verba ia para custear os custos do Conselho: Leia-se autenticação de documentos, aluguel de cadeiras, toldos…

E a taxa acabou! (2) – Contudo, tem gente que bate o pé que a verba, algo em torno de 270 mil reais por ano, vai para o orçamento. Na dúvida, peço auditoria.

A farra do camarote também acabou – O camarote, que era usado pelos mais achegados do antigo Conselho Diretor, virou Espaço Caixa. Mais grana para os cofres.

Que coisa não? – O Vitória está em negociação para a renovação com a Caixa Econômica Federal, mas escorregou feio. A aplicação de 24,5 milhões foi colocada no Itaú, banco concorrente, que foi escolhido via licitação.

Que coisa não? (2) – No contrato com a Caixa, prevê que as contas devem ir para o banco estatal, mas somente os salários estão lá. O rival coloca a grana na Caixa.

Que coisa não (3) – Foi dessa aplicação que saiu o dinheiro para comprar Marinho, Kieza e Willian Farias.

Boa presida – O presidente do Conselho Deliberativo do Vitória, Paulo Catharino, foi nomeado por ACM Neto, para ser o conselheiro do Conselho Municipal de Tributos. Ele vai ganhar 174 reais por sessão que comparecer.

Que beleza! – O presidente do Conselho Fiscal do Vitória, Walter Tannus, recebeu uma licença ambiental da prefeitura para armazenar combustível do seu posto em uma área do Município. Que chique!

As Curtas ficam por aqui. Até 2017!

COMPARTILHE
Rubro-Negro desde 88, fundador do Arena Rubro-Negra, estudante de engenharia e entusiasta da área de comunicação.