Início Notícias Reforço, Marcelinho explica estilo de jogo e diz ser organizador de jogadas

Reforço, Marcelinho explica estilo de jogo e diz ser organizador de jogadas

Meia se torna opção para o Leão na Série B

739
Foto: Letícia Martins / EC Vitória

Marcelinho é o mais novo reforço contratado pelo Vitória. Veterano de 35 anos, o jogador chega ao Leão depois de uma longa passagem pelo futebol da Bulgária.

Em sua primeira entrevista como atleta rubro-negro, o meia falou sobre seu estilo de jogo e afirmou se considerar um meia ofensivo, que tem como função principal organizar jogadas.

“Me considero um meia ofensivo, um organizador que tenta ajudar a equipe nesse ponto. Lógico que recompondo para ajudar, mas minha função é um pouco mais ofensiva, ajudando nessa parte de criação do meio de campo ao ataque”, falou o meio-campista.

Marcelinho atuou com a camisa do Ludogorets por nove temporadas, onde foi campeão da Liga da Bulgária por diversas vezes e frequentou competições importantes, como a Liga dos Campeões e Liga Europa.

E foi na Bulgária que o atleta teve o primeiro contato com Bruno Pivetti, atual treinador do Vitória e que concedeu aval para a vinda do meio-campista.

“Relação boa, mas totalmente profissional. Conheço bem o potencial do Bruno, sei com quem ele teve escola. Um excelente treinador. Confio no trabalho e tenho certeza que ele confia no meu”.

Ele também acredita que o fato de já conhecer o treinador da equipe irá ajuda-lo na readaptação ao futebol brasileiro.

“Isso é importante para quem está muito tempo longe, muito tempo fora. Isso vai me ajudar muito na readaptação, no entrosamento com o grupo, com o elenco. Isso foi um ponto positivo, além de toda tradição, camisa, o nome que é o Vitória”.

Falta de ritmo de jogo

“Falta de ritmo é normal. Estou há mais de um mês sem jogar. Mas é importante chegar e entrar no treinamento normal para esse ritmo vir o mais rápido possível porque a gente não tem muito tempo. Isso tudo para mim vai ser muito importante”.

Pronto para estrear no dia 8?

“Tem um tempinho, fez um mês (que jogou a última partida), ainda não estou 100%, mas não gosto de comentar na imprensa porque fica como uma desculpa. Se estiver dia 8, vou dar o máximo para estar 100% ou próximo dos 100%. A partir do momento que entrar em campo, não quer dar desculpa, se entrar é para tentar ajudar”.

O Vitória entrará em campo no dia 8 de agosto, contra o Sampaio Corrêa, pela abertura da Série B.


Deixe sua opinião