Início Jogos Análises Análise de JUA 1 x 1 VIT: atuação cai no 2º tempo...

Análise de JUA 1 x 1 VIT: atuação cai no 2º tempo e Leão se complica no Baiano

O empate deixa o Vitória longe da zona de classificação no Baianão

285

O Vitória empatou mais uma vez pelo Campeonato Baiano 2021. Foi o quarto empate da equipe de Rodrigo Chagas pela competição, o que deixou o Vitória na desconfortável vice-lanterna do torneio estadual, com dois jogos adiados a cumprir e a última rodada da fase de grupos a completar.

Apesar do péssimo resultado, o Vitória fez um bom jogo no primeiro tempo, especialmente pela movimentação e qualidade no passe de Vico, Soares Bolota e Eduardo. O time apresentou boas alternativas, com infiltrações, chutes de média distância e lançamentos. Um deles encontrou o centrovante Samuel que escorou para o gol de Bolota aos 34 do primeiro tempo.

Diferente do que se viu nas últimas partidas, especialmente contra Altos (PI) e Doce Mel, o Leão não se apresentava tão previsível e havia trocas de posições no campo entre os três atletas de meio já citados. Isso facilitou inclusive a aproximação dos laterais, principalmente Raul Prata, que fez a melhor partida desde que chegou ao Rubro-Negro.

Mas aí vem o segundo tempo e as limitações do elenco Rubro-Negro começam a surgir. Apertando um pouco mais a saída do Leão e ficando mais com a posse de bola, a Juazeirense cresce no jogo, principalmente quando a bola passa pelos pés do veterano Clébson, camisa 10 da equipe. É nesse período também que começam as mudanças de Rodrigo e o desmonte da equipe em campo: Vico sai aos 11 para a entrada de Ruan Nascimento, Eduardo sai aos 18 para a entrada de João Pedro.

As alterações com o intuito de poupar os atletas que retornam de lesões para partida de sábado (24) contra o Ceará pela Copa do Nordeste são justificáveis. A entrada de João Pedro seria importante inclusive para povoar o meio de campo e evitar o controle de jogo por parte do Cancão. Mas não adiantou e a equipe de Juazeiro chega ao empate após lançamento de Clébson, passe de Ian Augusto e gol de Kesley.

Na jogada, fica evidente que faltou a marcação mais dura quando a bola passou pelo pé do meia do Juazeirense, mesmo o Leão tendo colocado os dois volantes no jogo e, até aquele momento, Bolota também estar ainda em campo. Os jogadores do Vitória assistem o lance acontecer: sai o passe para o lado esquerdo da defesa do Leão, Roberto não consegue marcar e os zagueiros também assistem Kesley aparecer livre para fazer o gol.

Depois daí, o Leão fez mais duas mudanças com as entradas de Hitalo e Eron no lugar de Bolota e Samuel. Assim, mais uma vez, o Vitória fica sem meio de campo para conseguir o gol: Ruan Nascimento, David, Hitalo e Eron são atacantes e pouco produzem em campo. David ainda teve uma chance aos 46 do segundo tempo, mas o goleiro do Juazeirense fez a defesa após o chute do atacante.

Agora, é esperar o jogo de sábado, que é decisivo para o primeiro semestre do Leão. É pensar na Copa do Nordeste porque, no Campeonato Baiano, as chances de classificação estão cada vez mais distantes.


Deixe sua opinião